My Dear friends

This site not work anymore .I have a new site and you can go there visit me. I dont go put more post here anymore ... If you like this blog go there .. I will be there for you ... Olá meus queridos amigos ... agora tenho um novo blog Este site nao funcionará mais , tive alguns problemas. Agora tenho um novo endereco de blog. Nao irei mais colocar post neste blog .. Todas as atualizacoes e novidades estarao no outro endereco .. Acessem... estarei lá pra vcssss Se vcs gostaram desse blog irao amar o outro .. mais atualizado e lindo ... Vamos láaaa .... visitem-me lá .. Beijinhos Lili

Tank for everything !!!

melldesofia.blogspot.com

segunda-feira, 8 de março de 2010

O 8 de Março - Dia Internacional da Mulher


O 8 de Março aproxima-se, ainda que é uma data que deveria comemorar-se todos os dias…

Mulheres há muitas, de todas as cores e de todas as idades; há mulheres da cor da amizade, da cor do Amor, da cor da mãe, da esposa, da filha e tantas outras cores que a gente nem pode lembrar.

Também as idades variam… existem as antigas, como as bruxas, as atemporais como as fadas, as temporais, que nascem em tempos atuais, chegando com a brisa do verão, com o perfume da primavera, com o Sol cálido do outono ou com o frio das neves do inverno.

Todas e cada uma delas, são uma folha do Livro da Vida: nelas escrevem-se as mais belas historias que suas amorosas mãos semearam, e cultivaram ao longo das eras, numa ânsia incansável por propagar e enaltecer a Vida.

Estes belos e antigos seres, tão misteriosos como a Vida mesma, ainda esperam ser reconhecidos e respeitados pelo que são: entes pensantes, autônomos e totalmente capazes de valer-se por si mesmas




O 8 de Março aproxima-se, ainda que é uma data que deveria comemorar-se todos os dias…

Mulheres há muitas, de todas as cores e de todas as idades; há mulheres da cor da amizade, da cor do Amor, da cor da mãe, da esposa, da filha e tantas outras cores que a gente nem pode lembrar.

Também as idades variam… existem as antigas, como as bruxas, as atemporais como as fadas, as temporais, que nascem em tempos atuais, chegando com a brisa do verão, com o perfume da primavera, com o Sol cálido do outono ou com o frio das neves do inverno.

Todas e cada uma delas, são uma folha do Livro da Vida: nelas escrevem-se as mais belas historias que suas amorosas mãos semearam, e cultivaram ao longo das eras, numa ânsia incansável por propagar e enaltecer a Vida.

Estes belos e antigos seres, tão misteriosos como a Vida mesma, ainda esperam ser reconhecidos e respeitados pelo que são: entes pensantes, autônomos e totalmente capazes de valer-se por si mesmas.


Photo Credit: Herny_Bahus

Elas desconhecem a sua capacidade de continuar levando a humanidade ao seu destino, pois a maioria das vezes, o fazem desde as sombras da inconsciência da sociedade a qual pertencem.

Mas elas, ao igual que as folhas do Livro da Vida, não precisam de permissão para viver e Ser, não precisam ser aprovadas, pois existem desde antes do começo dos tempos, e continuarão estando quando eles terminem.

Elas são “fazedouras”, nutridoras, são as que mantêm o equilíbrio do mundo, pois da essência das mulheres, é que se compõe o eixo da Mãe Terra.

Se você quiser submergir-se na Alma da Grande Mãe, entre em comunhão com o Universo Feminino, e ali encontrará o alimento que precisa para nutrir a sua vida, e crescer como ser espiritual que entende e aceita a diversidade de cores e idades que povoam este mundo, sem preconceitos.

Procure-as, encontre-as, há muitas, escolha a cor e a idade de sua preferência, e homenageie-a, pois por simples que seja a sua homenagem, se a sua intenção é oferecer-lhe o seu reconhecimento, você terá colaborado com uma pequena parte de seu Sopro de Vida, para dissipar as névoas da inconsciência, à qual estão relegadas muitas das mulheres no mundo.

Pode parecer-lhe pouco, mas se muitos de nós o fizermos, propagaremos a consciência da igualdade entre os seres e o sagrado direito, de ser todos iguais perante a Lei da Vida.

Dessa forma, finalmente o 8 de Março será uma bela celebração, um dia no qual poderemos dizer que de aí em diante, todos os dias serão “o Dia Internacional da Mulher”, sem a necessidade de um momento específico do ano, para lembrar-nos de que precisamos abolir o sofrimento que padecem muitos destes seres, em diversos lugares do planeta.

O 8 de Março - Dia Internacional da Mulher

O 8 de Março aproxima-se, ainda que é uma data que deveria comemorar-se todos os dias…

Mulheres há muitas, de todas as cores e de todas as idades; há mulheres da cor da amizade, da cor do Amor, da cor da mãe, da esposa, da filha e tantas outras cores que a gente nem pode lembrar.

Também as idades variam… existem as antigas, como as bruxas, as atemporais como as fadas, as temporais, que nascem em tempos atuais, chegando com a brisa do verão, com o perfume da primavera, com o Sol cálido do outono ou com o frio das neves do inverno.

Todas e cada uma delas, são uma folha do Livro da Vida: nelas escrevem-se as mais belas historias que suas amorosas mãos semearam, e cultivaram ao longo das eras, numa ânsia incansável por propagar e enaltecer a Vida.

Estes belos e antigos seres, tão misteriosos como a Vida mesma, ainda esperam ser reconhecidos e respeitados pelo que são: entes pensantes, autônomos e totalmente capazes de valer-se por si mesmas




O 8 de Março aproxima-se, ainda que é uma data que deveria comemorar-se todos os dias…

Mulheres há muitas, de todas as cores e de todas as idades; há mulheres da cor da amizade, da cor do Amor, da cor da mãe, da esposa, da filha e tantas outras cores que a gente nem pode lembrar.

Também as idades variam… existem as antigas, como as bruxas, as atemporais como as fadas, as temporais, que nascem em tempos atuais, chegando com a brisa do verão, com o perfume da primavera, com o Sol cálido do outono ou com o frio das neves do inverno.

Todas e cada uma delas, são uma folha do Livro da Vida: nelas escrevem-se as mais belas historias que suas amorosas mãos semearam, e cultivaram ao longo das eras, numa ânsia incansável por propagar e enaltecer a Vida.

Estes belos e antigos seres, tão misteriosos como a Vida mesma, ainda esperam ser reconhecidos e respeitados pelo que são: entes pensantes, autônomos e totalmente capazes de valer-se por si mesmas.


Photo Credit: Herny_Bahus

Elas desconhecem a sua capacidade de continuar levando a humanidade ao seu destino, pois a maioria das vezes, o fazem desde as sombras da inconsciência da sociedade a qual pertencem.

Mas elas, ao igual que as folhas do Livro da Vida, não precisam de permissão para viver e Ser, não precisam ser aprovadas, pois existem desde antes do começo dos tempos, e continuarão estando quando eles terminem.

Elas são “fazedouras”, nutridoras, são as que mantêm o equilíbrio do mundo, pois da essência das mulheres, é que se compõe o eixo da Mãe Terra.

Se você quiser submergir-se na Alma da Grande Mãe, entre em comunhão com o Universo Feminino, e ali encontrará o alimento que precisa para nutrir a sua vida, e crescer como ser espiritual que entende e aceita a diversidade de cores e idades que povoam este mundo, sem preconceitos.

Procure-as, encontre-as, há muitas, escolha a cor e a idade de sua preferência, e homenageie-a, pois por simples que seja a sua homenagem, se a sua intenção é oferecer-lhe o seu reconhecimento, você terá colaborado com uma pequena parte de seu Sopro de Vida, para dissipar as névoas da inconsciência, à qual estão relegadas muitas das mulheres no mundo.

Pode parecer-lhe pouco, mas se muitos de nós o fizermos, propagaremos a consciência da igualdade entre os seres e o sagrado direito, de ser todos iguais perante a Lei da Vida.

Dessa forma, finalmente o 8 de Março será uma bela celebração, um dia no qual poderemos dizer que de aí em diante, todos os dias serão “o Dia Internacional da Mulher”, sem a necessidade de um momento específico do ano, para lembrar-nos de que precisamos abolir o sofrimento que padecem muitos destes seres, em diversos lugares do planeta.

Dia Internacional da Mulher


Dia Internacional da Mulher


No dia Internacional da mulher, pretende-se chamar a atenção para a importância do papel da mulher na sociedade e para a sua dignidade, levando a uma consciencialização do seu valor, como pessoa, contestando e revendo preconceitos e limitações que lhes vêm sendo impostos.
Historicamente, este dia tem origem nos acontecimentos ocorridos em 1857 com as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque, aquela que terá sido, em todo o mundo, uma das primeiras acções organizadas por trabalhadores do sexo feminino.
Reivindicando a redução de um horário de mais de 16 horas por dia (pelo qual recebiam menos de um terço do salário dos homens) para 10 horas, as operárias foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio. 130 Operárias faleceram nesse incêndio.
Numa conferência internacional de mulheres realizada em 1910 na Dinamarca, foi decidido que, para homenagear àquelas mulheres, se comemoraria o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher".

O ATULEIRUS, deseja a TODAS AS MULHERES um feliz dia.

Datas e Factos Significativos da História das Mulheres em Portugal


1867- Primeiro Código Civil, que melhorou a situação das mulheres em relação aos direitos dos cônjuges, aos filhos, aos bens e sua administração.

1910- É admitido o divórcio (Decreto de 3 de Novembro de 1910), com igual acesso para ambos os cônjuges. Novas leis de casamento e filiação assentes na igualdade entre homens e mulheres. A mulher deixa de dever obediência ao marido.
O crime de adultério passa a ter o mesmo tratamento quando cometido por mulheres ou homens.

1911- As mulheres adquirem o direito de trabalhar na função pública.

1913– 1ª mulher licenciada em Direito.

1918– O Decreto nº4876, de 17 de Julho de 1918, autoriza o exercício da advocacia às mulheres

1931– Reconhecimento do direito de voto às mulheres diplomadas com cursos superiores ou secundários (Decreto com força de lei nº19 694, de 5 de Maio de 1931).

1933- Constituição do "Estado Novo", que estabelece a igualdade dos cidadãos perante a lei, "salvas, quanto à mulher, as diferenças resultantes da sua natureza e do bem da família" (artigo 5º).

1935- Primeiras deputadas à Assembleia Nacional: Domitila de Carvalho, Maria Guardiola e Maria Cândida Parreira.

1966– Ratificação Convenção nº100 da OIT, relativa à igualdade de remuneração entre mão-de-obra feminina e masculina para trabalho de valor igual.

1967- Entrada em vigor do novo Código Civil.

1968 – lei nº2137, de 26 de Dezembro de 1968, proclama a igualdade de direitos políticos do homem e da mulher.

1969 – introdução na legislação nacional do princípio “salário igual para trabalho igual” ( DL n.º 49 408, nº2, de 24 de Novembro).

1974- Diplomas que permitem o acesso das mulheres à magistratura e à carreira diplomática (Decreto-Lei n.º 251/74, de 12 de Junho, e Decreto- Lei n.º 308/74, de 6 de Julho, respectivamente).
O Decreto-Lei n.º 621/A/74, de 15 de Novembro, definiu a capacidade eleitoral activa para a Assembleia Constituinte, sem distinguir quanto ao sexo.
Primeira mulher ministra: Engª Maria de Lourdes Pintassilgo.

1975– Ano Internacional da Mulher. Elaboração de um levantamento e denúncia das discriminações contra as mulheres e consequentes propostas de legislação. 1976 – Entrada em vigor da nova Constituição, que estabelece a igualdade entre homens e mulheres em todos os domínios.

1977- Institucionalização da Comissão da Condição Feminina.

1978– Entrada em vigor da revisão do Código Civil ( DL n.º 496/77, de 25 de Novembro). A mulher deixa de ter estatuto de dependência para ter estatuto de igualdade com o homem.

1979- Entrada em vigor do DL nº392/79, de 20 de Setembro, que visa garantir às mulheres a igualdade com os homens em oportunidades e tratamento no trabalho e no emprego. Primeira mulher nomeada para o cargo de Primeiro-Ministro: Engª Maria de Lourdes Pintassilgo.

1980– Portugal ratifica a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres – II Conferência da ONU para a Década da Mulher.

1983– Entrada em vigor do Código Penal (DL nº400/82, de 23 de Setembro). São introduzidas importantes alterações, nomeadamente, no que diz respeito a maus-tratos entre cônjuges, subtracção de menores.

1984- Lei da Protecção da Maternidade e da Paternidade (Lei 4/84, de 5 de Abril). Exclusão da ilicitude em alguns casos de interrupção voluntária da gravidez (Lei nº6/84, de 11 de Maio).

1986 – Aprovação do II Programa Comunitário sobre a Igualdade.

1988 - Garantia dos direitos das Associações de Mulheres (Lei n.º 95/88, de 17 de Agosto).

1990 - DL n.º 330/90, de 23 de Outubro aprova o novo Código da Publicidade. É proibida a publicidade que contenha qualquer discriminação em virtude do sexo.

1991 - Entrada em execução do III Programa de Acção Comunitário sobre a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens.

1993 - Uniformização da idade de reforma para as mulheres aos 65 anos ( DL n.º 329/93, de 25 de Setembro).

1994 - Resolução do Conselho de Ministros n.º 32/94, de 17 de Maio, sobre a promoção da igualdade de oportunidades para as mulheres.

1995 - Revisão do Código Penal ( DL n.º 48/95, de 15 de Março) - agravação das penas dos crimes de maus tratos do cônjuge, violação.

1996 - Criação do Alto Comissário para as Questões da Promoção da Igualdade e da Família ( DL n.º 3-B/96, de 26 de Janeiro).
- Aprovação do IV Programa Comunitário sobre Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens (1996-2000) - Decisão do Conselho de 22 de Dezembro de 1995.

1997 - Resolução do Conselho de Ministros n.º 49/97, de 24 de Março, que aprova o I Plano Global para a Igualdade.
- Reforço dos direitos das Associações de Mulheres (Lei n.º 10/97, de 12 de Maio).
- Lei Constitucional n.º 1/97, de 20 de Setembro, que considera como tarefa fundamental do Estado a promoção da igualdade entre homens e mulheres, e estabelece o princípio da não discriminação em função do sexo no acesso a cargos políticos.
- Alargamento dos prazos de exclusão da ilicitude nos caos de interrupção voluntária da gravidez (Lei n.º 90/97, de 30 de Julho).
- Lei n.º 105/97, de 13 de Setembro, que prevê um regime, aplicável a entidades públicas e privadas, que visa garantir a efectivação do direito dos indivíduos de ambos os sexos à igualdade de tratamento no trabalho e no emprego. Este diploma contém a definição de "discriminação indirecta".
- Decreto Legislativo Regional n.º 18/97/A, de 4 de Novembro ( Região Autónoma dos Açores), cria a Comissão Consultiva Regional para a Defesa dos Direitos das Mulheres.

1999 - Criação do Ministério da Igualdade.

Existem, tanto a nível nacional como internacional, mecanismos para promover a igualdade entre géneros.

Em Portugal
Ministério da Igualdade:
Programa do Governo – criado em 1999
Alto Comissário para as Questões da Promoção da Igualdade e da Família - Criado em 1996 (DL nº3-B/96, de 26 de Janeiro). Tem como principais objectivos contribuir para a igualdade efectiva das mulheres e dos homens e para a obtenção da mesma dignidade e igualdade de oportunidades e direitos.
Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres: Organismo oficial integrado na Presidência do Conselho de Ministros (DL nº296-A/95, de 17 de Novembro), sob tutela do Alto Comissário para as Questões da Promoção da Igualdade e da Família.
Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego: Existe junto do Ministério do Trabalho e da Solidariedade. A sua composição e competências constam do DL n.º 426/88, de 18 de Novembro. Tem como função promover o estudo das questões relacionadas com a discriminação das mulheres no trabalho e no emprego e divulgar a legislação respectiva.
Comissão para a Paridade, Igualdade de Oportunidades e Família - Comissão Parlamentar a quem cabe promover a igualdade efectiva entre a mulher e o homem, como condição essencial de democracia paritária. Tem como objectivo analisar e estudar a legislação vigente, tendo em vista a igualdade de oportunidades.

Organizações Internacionais
Organização das Nações Unidas
Comité para a eliminação da discriminação contra a Mulher
Comissão para o desenvolvimento do estatuto da Mulher
IV Conferência Mundial para a Mulher
Convenção para a eliminação de qualquer forma de discriminação contra as Mulheres
Comissão para o desenvolvimento económico e social

Dia Internacional da Mulher - origem


Hoje, pra quem não sabe, é o dia internacional da mulher. A escolha do dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher não deriva de um acontecimento isolado, mas sim de um contexto histórico e muito mais amplo. A idéia mais difundida é de que a data seria uma homenagem a operárias norte-americanas que, durante uma greve, foram trancadas na fábrica onde trabalhavam e morreram queimadas em um incêndio provocado pelos patrões. Outra hipótese refere-se a uma manifestação das operárias do setor têxtil nova-iorquino ocorrida nesse dia do ano de 1857.
A origem do Dia Internacional da Mulher insere-se em um contexto histórico e ideológico muito concreto, cujo objetivo, em seu começo, não foi rememorar nenhuma catástrofe que vitimou um grande número de mulheres. O texto da resolução adotada pela II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas, realizada em Copenhague em 1910, vem confirmar que nem se fazia alusão a nenhum acontecimento protagonizado por operárias que devesse ser comemorado com a celebração do Dia Internacional da Mulher, nem sequer se propunha uma data concreta em que esta devesse acontecer.
Sua origem tem de ser compreendida em meio a ascensão das lutas operárias de finais do século XIX e início do século XX, cujas discussões teóricas, no campo socialista, convocavam à participação política e em cujo contexto tomava corpo a luta pela libertação da mulher. A partir de começos do século XX, essa batalha das socialistas se cruzou com a de um punhado de mulheres independentes, em sua maioria pertencentes à classe média ou alta, que estavam em campanha pelo direito ao voto.

Coragem - Dia Internacional da Mulher




Coragem

A coragem não consiste em arriscar sem medo.
Ao contrário!
É preciso estar convicto do que se quer para se ter coragem de agir.
Coragem, também, não se traduz por agressividade, ou atitudes intempestivas.
Na verdade, a coragem tem no seu bojo virtudes como serenidade, paciência, amabilidade e solidariedade.
Para entender melhor, podemos classificar a coragem em vários tipos:
A coragem física, para enfrentar situações de perigo que coloquem sua vida em risco.
Coragem de convicção:
Não ter medo de aceitar e propagar as suas crenças.
Coragem moral:
É aquela capaz de fazer você optar pelo que é ético e justo, mesmo contrariando pessoas influentes ou até o seu circulo de amizades.
Coragem solidária é a coragem de se envolver com as necessidades dos outros.
Isso mesmo:
Amar o próximo requer muita coragem, sim!
Existe ainda a coragem emocional, para lidar com circunstancias dolorosas e adversas da vida.
A coragem de criar, sem medo de inovar, de quebrar a rotina, de mudar a maneira de ver as coisas.
E o mais elevado grau de coragem, a coragem de perdoar, difícil de ser encontrada em qualquer pessoa.
Dar a outra face para o inimigo é um ato que requer coragem e amadurecimento.
E você, aí em casa, é uma pessoa de coragem?
Então, acorde menina, acorda menino...
Porque vida, em si, já é um ato de coragem

FELIZ DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES


Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Flores para vocês minhas queridas amigas, companheiras e irmãs...

Tantas lutas e conquistam não poderiam passar em vão!!!


FELIZ DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES


Tem um texto ótimo de Luís Fernando Veríssimo que sintetisa bem o momento que as mulheres vivem atualmente!!!
"Era uma vez... numa terra muito distante...uma princesa linda, independente e cheia de auto-estima.
Ela se deparou com uma rã enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo era relaxante e ecológico...
Então, a rã pulou para o seu colo e disse: linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito.
Uma bruxa má lançou-me um encanto e transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A tua mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavar as minhas roupas, criar os nossos filhos e seríamos felizes para sempre...
Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria, pensando consigo mesma:
- Eu, hein?... nem morta!"
Meus amores hoje estava programado para falar mais um pouquinho de Feng Shui, mas não podia deixar de parabenizá-las, então quarta-feira excepcionalmente teremos a continuação do Feng Shui...
Milhões de beijos a todas,
Bárbara Rezende
http://lymello.blogspot.com

Com seis prêmios, ‘Guerra ao terror’ derrota ‘Avatar’ e é o vencedor do Oscar

08/03/10 - 02h02
Do G1, no Rio




Equipe de 'Guerra ao terror' comemora o Oscar de melhor filme (Foto: AFP)



Jeff Bridges comemora o prêmio de melhor ator (Foto: Reuters)






Sandra Bullock com o seu primeiro Oscar de melhor atriz (Foto: AP)







Mo'Nique foi eleita melhor atriz coadjuvante (Foto: Reuters)



O diretor José Eduardo Campanella (à direita) abraça o cineasta espanhol Pedro Almodóvar, ao receber o Oscar (Foto: AP)




Ben Stiller se vestiu de 'Avatar' durante a cerimônia (Foto: AP)

Com seis prêmios, ‘Guerra ao terror’ derrota ‘Avatar’ e é o vencedor do Oscar
Longa de Kathryn Bigelow faturou prêmios de melhor direção e filme.
Jeff Bridges e Sandra Bullock são eleitos melhor ator e atriz.

Do G1, no Rio
Tamanho da letra
A- A+





O longa-metragem “Guerra ao terror” derrotou a superprodução "Avatar" e foi consagrado com seis Oscars na noite deste domingo (7), em Hollywood. O longa-metragem de Kathryn Bigelow, que concorria a nove estatuetas, venceu nas categorias melhor filme, direção, roteiro original, montagem, edição de som e mixagem de som. É a primeira vez que uma mulher vence o Oscar de melhor direção.



"Não há outra maneira de descrever isso: é o momento da minha vida", disse Bigelow no palco - a diretora é ex-mulher de James Cameron, seu principal rival na noite de domingo.



Veja fotos do palco da premiação



Confira fotos do tapete vermelho



Bigelow, que é a quarta mulher na história a ser indicada para o Oscar de direção, dedicou o prêmio "aos homens e mulheres do exército" que lutam no Iraque e no Afeganistão. "Que eles possam voltar para casa sãos e salvos."

ANÁLISE - "Guerra ao terror": zebra ou favorito no Oscar 2010?



"Avatar", que dividia com "Guerra" a liderança na disputa, levou para casa três estatuetas, todas de categorias técnicas: melhor direção de arte, fotografia e efeitos visuais. "O que nós fizemos com 'Avatar' foi pegar coisas que estão aí fora no mundo diariamente e torná-las maiores, mais brilhantes. Toda nossa inspiração veio do mundo real, e eu queria encorajar as pessoas a saírem e olharem para elas", disse o diretor de efeitos visuais Loe Letteri, ecoando as mensagens ecopacifistas da fantasia épica de James Cameron



'Bêbado' e sentimental

Indicado quatro vezes ao Oscar no passado, Jeff Bridges finalmente venceu o prêmio de melhor ator por seu papel no longa-metragem “Coração louco”.



Ao receber a estatueta das mãos de Kate Winslet, Bridges agradeceu aos pais, mortos recentemente. "Obrigado, mãe e pai, por fazerem eu me interessar por uma profissão tão bacana. Ó, meu pai e minha mãe, eles gostavam tanto do showbiz... sinto-me uma extensão deles. Sabe, isso é uma honra tanto para eles quanto para mim", disse o ator, estendendo os agradecimentos à equipe do filme. "Que maravilha que vocês trouxeram o seu coração para esta produção", completou.



História de um cantor country bêbado e decadente, "Coração louco" havia sido indicado para outros dois prêmios, dos quais acabou levando também o de canção original, por "The weary kind".



Coadjuvantes

Entre os atores coadjuvantes, saíram vitoriosos o austríaco Christoph Waltz, vilão nazista de “Bastardos inglórios”, e Mo’Nique, de “Preciosa”.



Favorito na categoria, Waltz garantiu a única estatueta do filme de Quentin Tarantino, que estava indicado em oito categorias no total, incluindo melhor filme e direção.

O ator recebeu a estatueta das mãos de Penélope Cruz e agradeceu especialmente a Tarantino , a quem chamou de "explorador de métodos não-ortodoxos". “Isto é pelo seu abraço de boas-vindas. Não sei como agradecer”, disse Waltz, que também brincou com o fato de estar recebendo o troféu das mãos da bela atriz espanhola. "Oscar e Penélope, isso sim é um über-bingo!"



Com mais seriedade, Mo'Nique agradeceu por ter sido escolhida como melhor atriz coadjuvante. "Gostaria de agradecer à Academia por mostrar que [a vitória] pode vir do desempenho e não da política", disse. “Às vezes temos que esquecer o popular e fazer o que é certo.”



Mo'Nique é a quarta atriz negra a vencer uma estatueta, após Hattie McDaniel, Whoopi Goldberg e Halle Berry. A comediante de 42 anos, que interpreta a mãe da protagonista de "Preciosa", já tinha vencido prêmios considerados prévias do Oscar, como o Globo de Ouro e o SAG. O longa também venceu o Oscar de melhor roteiro adaptado.

É da Argentina!

Também com dois prêmios ficou a animação “Up – Altas aventuras”. A produção da Disney/Pixar venceu o Oscar de melhor animação. “Foi uma aventura maravilhosa fazer esse filme. Nunca imaginei que brincar de cineminha com o meu livro da terceira série fosse me levar a isso", disse o cineasta Pete Docter ao ganhar o prêmio das mãos da atriz Cameron Diaz.



“Up" também venceu o troféu de melhor trilha sonora. "Muitas pessoas disseram a mim: 'Você me fez chorar'. E isso só aconteceu porque eu mesmo chorei quando assisti ao filme", disse Michael Giacchino, autor da trilha da animação.



Na categoria melhor filme estrangeiro, a produção argentina “O segredo dos seus olhos” surpreendeu ao derrotar o favoritismo de “A fita branca”, filme de Michael Haneke que foi o vencedor da Palma de Ouro deste ano em Cannes.



Falando em inglês, o diretor Juan Jose Campanella brincou: “Agradeço à Academia por não ter considerado Na’vi uma língua estrangeira”.

'Stivatar'

Um dos destaques da noite foi o ator Ben Stiller, que arrancou gargalhadas da plateia ao aparecer vestido de personagem de "Avatar". "Parecia uma boa ideia durante o ensaio", disse Stiller, fingindo constrangimento ao subir ao palco com a pele pintada de azul e simulando a língua Na'vi, povo fictício que protagoniza a superprodução. "A ironia é que 'Avatar' nem foi indicado a esse prêmio", completou o humorista ao apresentar a categoria melhor maquiagem.


Ele anunciou a vitória de "Star Trek", que derrotou "Il divo" e "The young victoria". "Podia ter vindo fantasiado de Dr. Spock, mas seria muito nerd", brincou Stiller.


Apresentada pela primeira vez por uma dupla, a cerimônia teve Steve Martin e Alec Baldwin como anfitriões.



Eles subiram ao palco com um número musical e fizeram piadas com a maioria dos indicados da noite. “Não importa o que aconteça, eles sempre indicam a Meryl Streep, por isso ela é recordista de indicações, ou melhor, tem o maior número de derrotas”, disparou a dupla, que também apresentou uma sátira ao sucesso de bilheteria “Atividade paranormal”.

Além dos dois atores, participaram da premiação Kate Winslet, Sarah Jessica Parker, Charlize Theron, Robert Downey Jr., Penélope Cruz, John Travolta, Matt Damon, Miley Cyrus, Zac Efron, Cameron Diaz, entre outras estrelas, que entregaram estatuetas aos vencedores.

Minha lista de blogs