My Dear friends

This site not work anymore .I have a new site and you can go there visit me. I dont go put more post here anymore ... If you like this blog go there .. I will be there for you ... Olá meus queridos amigos ... agora tenho um novo blog Este site nao funcionará mais , tive alguns problemas. Agora tenho um novo endereco de blog. Nao irei mais colocar post neste blog .. Todas as atualizacoes e novidades estarao no outro endereco .. Acessem... estarei lá pra vcssss Se vcs gostaram desse blog irao amar o outro .. mais atualizado e lindo ... Vamos láaaa .... visitem-me lá .. Beijinhos Lili

Tank for everything !!!

melldesofia.blogspot.com

domingo, 31 de janeiro de 2010

Dieta: uma seleção dos dez melhores livros sobre o tema

Mayra Stachuk / Dieta - 13/01/2010
Dieta: uma seleção dos dez melhores livros sobre o tema
Por Mayra Stachuk

Revista Marie Claire

A revista norte-americana "Time" fez uma seleção dos dez livros mais bacanas sobre dietas lançados recentemente. Nem todos chegaram ao Brasil, mas, com certeza, podem ser comprados pela internet. Olhem só:

1. Your Inner Skinny: A expecialista em nutrição Joy Bauer (autora bestseller do New York Times) alega ter a solução para não ter mais problemas com a balança para sempre. Ela divide sua dieta em quatro “r”s: rechaçar os maus hábitos alimentares, reaprender a programar seu apetite, remodelar o seu corpo como sempre quis e revelar seu sucesso para o mundo. Recheado de histórias bem sucedidas de perda de peso, o livro traz planos alimentares detalhados e receitas.

2. The Perfect 10 Diet: As pessoas tendem a enlouquecer com dietas –porque fazer regime é mesmo enlouquecedor. Mas o Dr. Michael Aziz não entra na linha da dieta radical. Para ele, comer saudável é balancear os hormônios (essas dietas da moda, segundo ele, tiram o organismo do eixo). Otimizando os níveis do corpo em 10 hormônios chave –insulina, glucágon, leptina, hormônio do crescimento, tireóide, estrogênio, progesterona, testosterona, DHEA e cortisol– as pessoas podem ganhar mais energia e estimular naturalmente a perda de peso. A fórmula é simples: 40-20-40, ou seja: 40% de calorias de carboidratos bons, como feijão e outros grãos, 20% de proteínas, e 40% de gorduras boas.

3. The New Me Diet: Coma mais, se exercite menos e perca peso enquanto está parado. Parece bom demais para ser verdade? Pois a dupla de personal trainers Jade e Keoni Teta acreditam na transformação do metabolismo mirando em hormônios específicos que queimam calorias. Os autores prineiram ajudam o leitor a definir o seu tipo de “queimador muscular –açúcar, músculo ou ambos– e então a costurar o plano de ação mais adequado. O interessante é que não tem mesquinharia com a comida: a dieta tem cinco ou seis boas refeições por dia. O livro também recomenda exercícios de musculação. Eles elaboraram séries que mesclam repouso e treinamento para ser feito tr~es vezes por semana de acordo com o plano alimentar.

4. The Mayo Clinic Diet: Especialistas da Mayo Clinic, o primeiro e maior centro de medicina integrada do mundo, afirmam que comer, assim como muitas outras coisas, é uma consolidação de hábitos. A chave para a perda de peso é abandonar cinco maus hábitos, adotar cinco bons hábitos e (eventualmente) mais cinco novos hábitos de bônus. Como bons hábitos, eles recomendam aumentar o consumo de frutas e vegetais, cortar o açúcar e sair do sofá. Hábitos ruins, como comer fora de hora (alimentos que não sejam frutas ou legumes) e ir a restaurantes com muita frequencia (a não ser que a comida se encaixe no plano de dieta). Parece algo bem difícil de seguir, mas o livro traz também instruções passo-a-passo para ajudar a evoluir em cada fase, fixar metas e começar.

5. The Kind Diet: Além de atriz e símbolo de beleza nos anos 90, Alicia Silverstone é também uma vegetariana ávida e conservacionista. Em seu novo livro, ela prega os benefícios de se comer verde e alcançar tudo: sentir-se bem, ficar bonita e preservar o planeta ao mesmo tempo. Não existe nenhuma garantia especifica de perda de peso, apenas um guia para entender mais sobre, aprender a comprar e preparar pratos vegetarianos. Os resultados, segundo ela, são evidentes: pele mais limpa e bonita, mais energia, melhor digestão.

6. Fat Flush For Life: Ninguém qosta muito de fazer dieta desintoxicante. Nem mesmo comer apenas frutas e sucos no meio do inverno (janeiro é bem frio no hemisfério norte). Por isso, o que Ann Louise Gittleman criou foi programas rápidos e específicos para cada estação –no terceiro dia do plano de inverno, por exemplo, é permitido comer backet popatoes e amburger. Ela explica e dá dicas de como limpar o fígado, os rins, desinchar e até queimar gorduras recém adquiridas.

7. Eat Your Way To Hapiness: O café da manhã é a refeição mais importante do dia. Comida processada e industrializada não faz bem á saúde. Tomar muita água e ficar longe dos doces. Tudo isso já foi dito um milhão de vezes, mas a médica Elizabeth Somer acredita que vale a pena repetir. E junto com esses conceitos, ela também aconselha como escolher comidas de verdade, o que e quanto beber, que suplementos tomar, fala sobre os benefícios do vinho tinto e do chocolate e dá dicas de como melhorar a disposição.

8. Eat What You Love, Love What You Eat: Para aqueles que adoram frituras, um livro sugerindo que se coma tudo o que se ama parece duvidoso. Mas a autora, Michelle May, não sugere que apenas se continue com os maus hábitos alimentares para, como num passe de mágica, se começar a perder peso. O que ela oferece são sugestões de como mudar sua relação com a comida e criar uma dieta que não deixe nenhuma comida de fora. A sigla chave é BVM: balanço, variedade e moderação. Ela aconselha que as pessoas comam de maneira consciente e sem medo, não emocionalmente e sem cuidado. Isso significa, segundo ela, pensar no tipo de alimento que se está ingerindo e, principalmente, saber que é hora de parar quando se está satisfeito. Não é preciso passar fome, diz ela, apenas comer com consciência.

9.The Brown Fat Revolution: Na contramão da maioria dos livros do gênero, este, escrito pelo Dr. James R. Lyons, defende que as pessoas se permitam consumir as tão deliciosas comidas gordurosas –desde, é claro, que elas sejam do tipo saudáveis. Ele sugere que o trabalho seja no sentido de trocar a gordura amarela, que faz mal á saúde, pela chamada gordura marrom (comum em recém nascidos e recentemente descoberta ainda presente em adultos). Isso é feito evitando a ingestão de alimentos que se acumulam em forma de tecido adiposo amarelo, principalmente a maioria dos processados e industrualizados, e aumentando o consumo de comidas que estimulam a marrom, como abacate, nozes e salmão. Com uma dieta assim associada a uma prática regular de exercícios específicos para o ganho de massa muscular ele garante que todos serão saudáveis e magros.

10.The Big Breakfast Diet: De acordo com o autor, Dr. Jakubowicz, é permitido comer tudo o que quiser até as 9h da manhã. Seu programa de 28 dias ele recomenda, inclusive, a mistura de shakes e smoothies com comidas inusitados, como atum, peixe e até carne. Isso porque, segundo ele, esses alimentos aceleram o metabolismo e consequentemente a queima de calorias. Ele também afirma que o método ajuda no controle do desejo por doces. Uma coisa é certa: ninguém mais vai sentir culpa de comer pizza fria no café da manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha lista de blogs