My Dear friends

This site not work anymore .I have a new site and you can go there visit me. I dont go put more post here anymore ... If you like this blog go there .. I will be there for you ... Olá meus queridos amigos ... agora tenho um novo blog Este site nao funcionará mais , tive alguns problemas. Agora tenho um novo endereco de blog. Nao irei mais colocar post neste blog .. Todas as atualizacoes e novidades estarao no outro endereco .. Acessem... estarei lá pra vcssss Se vcs gostaram desse blog irao amar o outro .. mais atualizado e lindo ... Vamos láaaa .... visitem-me lá .. Beijinhos Lili

Tank for everything !!!

melldesofia.blogspot.com

domingo, 24 de janeiro de 2010

No dia do aniversário de SP, Mosteiro de São Bento abre alas secretas


24/01/10


Motivo é exposição de arte, que vai até fevereiro no Centro.
No último andar, capela do colégio é um dos locais a serem vistos.

Carolina Iskandarian
Do G1, em São Paulo
A atendente Rosângela Cristina da Silva, de 49 anos, trabalha no Mosteiro de São Bento e, para ela, o interior da capela do colégio é um mistério ainda não revelado. Não será mais a partir desta segunda-feira (25), quando o monumental prédio ocupado por 42 monges no Centro de São Paulo abrirá alas até então fechadas ao púbico para a exposição “Arte e Espiritualidade”. A inauguração da mostra coincide com o aniversário de 456 anos da cidade.



Veja galeria de fotos da exposição no mosteiro

“Trabalho aqui há cinco meses e nunca estive lá. Tenho essa curiosidade. Dizem que a capela é linda e é uma felicidade podermos entrar. É como se os monges nos convidassem para visitar a casa deles”, conta a moça, que trabalha na lojinha do local, vendendo os pães e biscoitos que os beneditinos fazem.


Além da capela do colégio, a ala dos parlatórios (onde os monges dão aconselhamentos espirituais), salas que têm vista para o jardim do claustro e a chamada “Sala do Papa”, onde Bento 16 saudou o público em sua passagem em 2007, abrirão suas portas aos visitantes. Só um grupo seleto de pessoas conhece essas dependências. Situação que o monge e artista plástico Carlos Eduardo Uchoa achou que deveria mudar.

“Nossa ideia não era só dar uma mordidinha no mosteiro, mas fazer uma ocupação por inteiro do espaço”, conta ele, justificando a abertura das alas secretas. Junto com Uchoa, José Spaniol e Marco Giannotti apresentam pinturas, fotografias, vídeos e instalações. Na quinta-feira (21), o G1 visitou o prédio e conversou com Uchoa e Spaniol enquanto eles terminavam os preparativos para a exposição.

Redenção
Na "Sala do Papa", foram colocadas gravuras (Foto: Raul Zito/G1)

“É a primeira vez em 412 anos (época em que os primeiros monges beneditinos chegaram a São Paulo) que teremos uma mostra de arte contemporânea aqui”, diz Uchoa. Os espaços de “Arte e Espiritualidade” foram batizados com nomes que remetem à religião.



Um dos que prometem chamar mais a atenção dos visitantes é o “Redenção”, o derradeiro a ser visto. Criado por Uchoa, ele fica dentro da capela do colégio, no terceiro e último andar. “É o coração do mosteiro, o lugar mais interior”, conta o monge-artista.

Ali, entre os bancos do pequeno templo, em direção ao altar, haverá um tapete branco acolchoado, como se todos caminhassem nas nuvens. É preciso tirar os sapatos. No fim da travessia, o monitor passará para o público o vídeo “Cracolândia – consolação paulista”, feito por Uchoa. “Você vai chegar lá e ver o crack, a Cracolândia. São os paradoxos. Tentamos trazer o interior para o exterior”, explica o monge.

Firmamento

Os três artistas procuram em seus trabalhos “dialogar” com as questões da religião, do cotidiano e até com o que o mosteiro pode oferecer. Foi o que José Spaniol fez. Elevou armários esquecidos em uma sala no espaço que batizou de “Firmamento”. O mobiliário é sustentado por toras de eucalipto e vai até o teto. “Foi o jeito que encontrei de me aproximar de um tema da religião, que são as ascensões”, explicou Spaniol.


Armários sustentados por toras de eucalipto (Foto: Raul Zito/G1)

“Arte e Espiritualidade” fica no mosteiro até 21 de fevereiro e a entrada é gratuita. Para evitar que haja confusão ou dano ao patrimônio, as visitas do público serão guiadas por monitores de hora em hora. Uchoa garante que o descanso divino dos monges que vivem na clausura não será perturbado com a movimentação intensa de visitantes. "Eles estão animados. É mais um diálogo com a cidade."

Serviço:


Local: Mosteiro São Bento [www.mosteiro.org.br]
Endereço: Largo São Bento s/n - Centro [em frente ao Metrô São Bento]
Horários: de terça a sexta, das 13h às 17h (segunda, dia 25, a abertura é exceção); sábados e domingos, das 10h às 17h.
fonte: g1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha lista de blogs