My Dear friends

This site not work anymore .I have a new site and you can go there visit me. I dont go put more post here anymore ... If you like this blog go there .. I will be there for you ... Olá meus queridos amigos ... agora tenho um novo blog Este site nao funcionará mais , tive alguns problemas. Agora tenho um novo endereco de blog. Nao irei mais colocar post neste blog .. Todas as atualizacoes e novidades estarao no outro endereco .. Acessem... estarei lá pra vcssss Se vcs gostaram desse blog irao amar o outro .. mais atualizado e lindo ... Vamos láaaa .... visitem-me lá .. Beijinhos Lili

Tank for everything !!!

melldesofia.blogspot.com

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Onkoshi promove turismo sustentável no parque nacional Etosha





Onkoshi promove turismo sustentável no parque nacional Etosha

seg, 01/02/10
por Haroldo Castro |



A empresa paraestatal NWR (Resorts de Vida Selvagem da Namíbia) possui o monopólio das operações de alojamento e refeições em todos os parques nacionais da Namíbia. As mais luxuosas pousadas ou os acampamentos mais modestos, se operados pelo setor privado ou por comunidades, precisam estar fora do perímetro de qualquer reserva nacional.

Em 2009, cerca de 100 mil visitantes alojaram-se nas três pousadas da NWR dentro do Parque Nacional Etosha e outros 104 mil utilizaram os três campings. Não chega a ser um turismo de massa, mas os números comprovam que o destino é altamente procurado.

Com a intenção de atingir um público mais exclusivo – essa fatia do bolo estava, até então, apenas nas mãos do setor privado – a NWR resolveu fazer um novo investimento em Etosha. Aqueles que podem gastar 4.500 dólares namibianos por dia e por pessoa (R$ 1.100) têm agora a opção de passar alguns dias em Onkoshi, um acampamento luxuoso inaugurado já pouco mais de um ano. Até a estrada de 45 km que chega à pousada é exclusiva e não está aberta ao público.
Onkoshi possui 15 cabanas, todas com uma vista interminável da planície salgada de Etosha.

Ainda em Windhoek, quando encontramos Pauline Lindeque, gerente de marketing da NWR, ela havia nos avisado que a experiência em Onkoshi seria bem diferente do que em qualquer outra pousada dentro do parque. O serviço “all inclusive” (inclui todas as refeições e os passeios) e o cuidado ambiental tomado durante a construção colocaram Onkoshi como uma das pousadas mais charmosas e elegantes da Namíbia.

Onkoshi está situado na ponta de uma península que penetra na planície salgada de Etosha, esse mar de minerais e barro que se estende por mais de 150 km. Essa formação geológica, que deu o nome ao próprio parque nacional, é o coração da reserva. No verão chuvoso, torna-se um imenso lago. Seu significado – “grande espaço branco de água seca” – refere-se ao deserto branco na época da estiagem.

Vários animais frequentam as margens da planície salgada de Etosha e não é raro ver um órix passar em frente à pousada.

O desenho arquitetônico de Onkoshi buscou sublinhar a experiência de contato com a natureza, sem impactar o frágil ambiente. A estrutura semipermanente do acampamento foi construída com madeira sustentável e paredes de lona grossa, em uma plataforma elevada. “Construímos dessa maneira para que os animais de pequeno porte continuem tendo acesso à planície salgada e que possam caminhar livremente”, diz Collin Netope, gerente de Onkoshi. “Também, se um dia precisarmos desmontar o acampamento, deixaremos o local como era originalmente.” Collin mostra orgulhosamente como outras iniciativas ecológicas foram contempladas na construção da pousada, para que o impacto ambiental seja reduzido. “Utilizamos energia solar e tratamos as águas antes de retorná-las ao ambiente.”

Embora a pousada Onkoshi esteja isolada em um canto pouco acessível do parque nacional, o conforto e o bom serviço estão sempre presentes.

Para nós, foi uma delícia deixar de lado por alguns dias nossa gaveta de alimentos da Nandi e sentar em uma bela mesa de toalhas brancas e talheres bem polidos. Mais gostoso ainda foi ser paparicado com jantares e almoços completos, especialmente preparados para nós, vegetarianos. Até comemos uma mousse de chocolate de sobremesa.

Collin aproveita para explicar que ele conta com 32 funcionários, representando cerca de 10 grupos étnicos de todos os cantos do país e que falam oito idiomas diferentes. “No início foi um pouco difícil harmonizar os elementos culturais de cada tribo, mas hoje somos uma grande família”, afirma o gerente. Todos os funcionários trazem uma longa experiência de hospitalidade em safáris e muitos deles foram treinados em acampamentos de classe, como os de Wilderness Safaris. Ele mesmo foi um dos que passou por Damaraland e lembra-se com carinho de seus companheiros de trabalho. Na Namíbia, todas as ocupações relacionadas com o turismo de natureza transforma-se, a cada ano que passa, em uma carreira cada vez mais séria e respeitada.

No dia seguinte, saímos de Etosha, rumo a Angola. As boas surpresas que tivemos na Namíbia comprovam que o país, de apenas dois milhões de habitantes, está seguindo na boa direção, vencendo a pobreza e, ao mesmo tempo, protegendo a natureza.

Uma das marcas de Etosha são os entardeceres intensos e violentos, como esse espetáculo de trovões e relâmpagos assistido na varanda da pousada de Onkoshi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha lista de blogs